Pluralidade Cultural 2017: África, o Berço da Humanidade