Iniciamos a semana da Independência relatando um pouco sobre a origem do mesmo

4 set 2017
Comunicação CI
819
0

Nesta segunda-feira, dia 04 de setembro de 2017, a Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães dá início a semana em homenagem ao dia da independência. Além dos jogos internos que estarão acontecendo na nossa instituição durante toda a segunda-feira, terça-feira e quarta-feira nós aproveitaremos essa semana para descrever e relatar a origem e o desenvolvimento desse dia tão importante para o nosso país, além de fazer o acompanhamento geral dos conflitos do interclasse que vocês podem conferir na nossa rede social.

 

A independência no nosso país foi um processo que durou aproximadamente 04 anos, de 1821 até 1825. Com o objetivo de reduzir o Brasil para o antigo Estatuto Colonial, aos poucos toda a oposição foi aumentando e se firmando na sociedade. No início de tudo, Antecedendo o processo de independência do Brasil, mas com fortes influências sobre o mesmo, ocorre a transferência da corte portuguesa para o Brasil. Em 1807, o exército francês invadiu o Reino de Portugal, que se recusava a se juntar ao bloqueio continental contra o Reino Unido. Incapaz de resistir ao ataque, a família real e o governo português fugiram para o Brasil, que era então a mais rica e desenvolvida das colônias lusitanas. A instalação do Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro traz uma série de transformações políticas, econômicas e sociais que levam à decisão do Príncipe Regente D. João, consumada em 16 de dezembro de 1815, de elevar o Brasil à condição de reino, unido com a sua ex-metróple.  Com a Revolução Liberal que eclodiu em Portugal em 1820, a família real foi forçada a retornar para Lisboa. Com o início da Guerra da Independência, com o Exército Brasileiro formado a partir de um mercenário, alistamento de civis e das tropas coloniais portuguesas, contra os que permaneceram fieis ao reino. Durante esse conflito, diversas coisas aconteceram como a Confederação do Equador no nosso estado, e entre outros fatores. Depois de três anos de conflito armado, Portugal finalmente reconheceu a independência do Brasil, e e em 29 de agosto de 1825foi assinado o Tratado de Amizade e Aliança entre Portugal e Brasil. Em troca, o Brasil se comprometeu a pagar ao Reino de Portugal uma indenização substancial e assinar um tratado de comércio com o Reino Unido, para indenizá-lo por sua mediação.

 

Com todo esse desdobrar da nossa história, diversas ações foram realizadas em prol dessa independência. Visando o melhor para o Brasil, Portugal tomou conhecimento de seus atos e após tanto tempo de guerra optou por fazer o que a maioria da sociedade concordava. Uma curiosidade que devemos ressaltar é que a data oficial onde é aceita como Dia da Independência se deu pelo ato às margens do Rio Ipiranga, ao proclamar o chamado “Grito da Independência”.