A Disciplina de Geografia da instituição aborda questões em relação a Internacionalização da Amazônia e o Aborto com os Projetos de Júri Simulado e a ONU Júnior!

12 abr 2018
Comunicação CI
762
0

Hoje, 12 de abril de 2018, tivemos mais um dia em que a nossa instituição foi tomada por diversas pessoas vestidas em trajes executivos e perfeitos para a situação em que se enquadravam: um tribunal. As turmas de primeiro ano que acabaram de ingressar na Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães encararam ainda nessa primeira unidade o projeto Júri Simulado. Em si, a turma é dividida em duas equipes, no caso foram Brasil e Estados Unidos, e essas duas equipes possuem quatro advogados que defenderão a todo o custo a Internacionalização da Amazônia ou a permanência da mesma no território brasileiro. Por meio de diversos argumentos que envolvem muitos quesitos e uma temática abrangente nos dias atuais, os estudantes buscam a todo o custo apresentar medidas necessárias para conseguir alcançar a vitória no tribunal, e o melhor é que em cada turma existe um resultado diferente, novos argumentos e entre outras coisas.

A questão da Internacionalização da Amazônia é um caso que revolta muitas pessoas, vale salientar que os segundos anos do ensino médio encararam a ONU Júnior e discutiram entre tantos países uma assembleia em que cada um dos grupos debatia e destrinchava um tema altamente polêmicos voltado aos seus países: o aborto. Com lugares que iam de Estados Unidos, França e Rússia até o Brasil, Emirados Árabes Unidos, Israel e Índia. Todos os países demonstravam uma caracterização, ou roupa, voltada a cultura do determinado lugar, e todos esses precisavam fazer pesquisas profundas para encontrar tudo relacionado ao tema do Aborto em seu determinado território. Após o amplo debate em que eles discutiam sobre a legalização e a criminalização do aborto e como era tratado nos diversos países, como a mulher era tratada e qual era a política social de cada um, os demais grupos deveriam formas alianças com os países mais semelhantes de suas causas e criar blocos na ONU, finalizando assim o seu projeto após reconhecer toda a cultura de tantos outros países.

Tanto o projeto do Júri, quanto a ONU, contribui de múltiplas formas na vida dos estudantes que encaram uma cultura muito diferente da sua e acaba acrescentando muitos novos conhecimentos, além de ser especial pelo fato de vivenciarmos diversos temas polêmicos e importantes na atualidade e muitos dos posicionamentos que os cercam, podendo por muitas oportunidades construir o seu próprio posicionamento ou aprender com todos os outros.