Retomando o mês voltado a História do Brasil, precisamos comentar o fato do nosso país enfim ter sido revelado para a cultura eurocêntrica

12 abr 2018
Comunicação CI
565
0

O termo de “Descobrimento do Brasil”, acaba se referindo ao fato da chegada da frota comandada por Pedro Álvares Cabral ao território, atualmente brasileiro, em 22 de abril de 1500, e é utilizado pela questão em que as terras sul-americanas não eram reconhecidas pelos europeus, especificamente os portugueses. Além de todos esses fatores, existem inúmeros casos que contam sobre as terras serem descobertas antes de Pedro Álvares Cabral, inclusive com o Tratado de Tordesilhas que é do ano de 1494, fazendo assim, esse conteúdo ainda ser uma incógnita por toda a história e ter diversos desdobramentos até os dias atuais, além de ser muitas vezes alvo de debate e ensinado erroneamente em algumas salas de aula.

É importantíssimo salientar que antes do fato ser consumado, a Europa vivia um período bastante importante, com a finalização da Idade Média, queda do Sistema Feudal e consolidação da Reforma Protestante provocando um decréscimo de poder da Igreja Católica e dando ainda mais crédito ao rei que assumiu como ser Absoluto, e com uma mesclagem perfeita com a Burguesia que necessitava de poder político, mas possuía muito poder aquisitivo, gerando nessas grandes navegações que envolviam toda a parte da sociedade e trouxeram, por acidente, ou não, as grandes embarcações até onde é localizado o Brasil, enquanto que era perpetuado, ou inventado, a ideia de que o objetivo primordial dos mesmos era ir até a Índia, mas acabaram que por chegar até aqui e encontraram o nativos nos quais foram chamados de índios a princípio, e ocorreu um imenso choque cultural pelo fato de não entenderem a cultura, roupa, pinturas e alguns dos pensamentos dos portugueses se refletiram na carta de Pero Vaz, onde ainda existia um grande desconhecimento por parte de tudo o que envolvia aquelas terras e também o fato de nem os próprios nativos terem certeza ou conhecimento de muito das riquezas minerais na qual os europeus estavam buscando.

Os indígenas começaram a perceber a realidade que estavam ingressando quando ainda em abril de 1500 eles acompanharam a primeira missa rezada pelo Frei Henrique de Coimbra e notaram a fé que os portugueses possuíam. Após seguirem para a rota original, os portugueses retornaram para o território brasileiro e tinham o objetivo de permanecer no Brasil, com uma tentativa complexa de evangelização de todos os nativos por considerar a proposta algo simples, e tudo isso se traduziu pela curiosidade dos mesmos com gestos, falas ritualísticas dos europeus, notou-se facialmente que eles não possuíam um interesse na fé católica, então, os portugueses colocaram em jogo a sua atividade constante de conquista espiritual que os missionários compartilhavam entre si.

Uma importante questão a ser considerada é que quando os portugueses chegaram, o litoral da Bahia era ocupado por dois povos indígenas, os Tupinambás e os Tupiniquins. Durante o processo de colonização do Brasil, os Tupiniquins apoiaram os portugueses enquanto que os Tupinambás apoiaram os franceses, que realizaram diversos embates e ofensivas nos séculos seguintes entre os europeus e rivalizando as duas tribos, prosseguindo e alimentando ainda mais ódio. Após essa extrema curiosidade, é de suma importância concluir a história por hoje e declarar que ainda amanhã teremos muitas outras publicações em relação ao mês que será encurtado devido diversas questões, aguardem por mais informações e os próximos capítulos da nossa tão vasta e importante história.