Informação + Autismo = – Preconceito

31 mar 2017
Comunicação CI
1421
0

 

Nós podemos perceber que atualmente existe uma enorme onda de preconceito que ainda existe para com as pessoas autistas, sejam elas crianças ou adultas, essas pessoas inocentes sofrem diversos ataques que não fazem nada a não ser denegrir e desinformar a sociedade sobre o tema do autismo, é bom ressaltar, preconceito não é nem um pouco engraçado e muito menos cômico quando é feito diretamente a esses indivíduos, pessoas essas que nasceram assim e não tem nada a esconder ou nenhuma qualidade a menos que ninguém, e se há, ela é reforçada por toda genuinidade de seus mundos puros e suas saudosas imaginações que servem para transformá-los em seres mais bonitos. O que simplesmente há como dissemos nos outros dias é uma dificuldade nos seus relacionamentos sociais, não é simplesmente porque eles não desejam, mas sim, porque não conseguem. E enfim, antes de apontar o dedo como somos bastante acostumados e julga-los como é de nosso feitio, devemos compreender a sua realidade e realçar as suas qualidades, que são muitas.

 

É evidente que precisamos adotar diversos conceitos que transpassem segurança e respeito com o autista, o primeiro e um dos principais é simplesmente o da igualdade, é sempre bom para a criança se sentir como qualquer outra, e até impede que outras se sintam desfavorecidas em relação a outra, mas, o autista eventualmente tem necessidades que precisam de compreensão, como por exemplo na sala de aula, o professor precisa saber que algumas ações de um autista que vão contra as regras da escola pode ser uma maneira de se reorganizar internamente, quando se levanta, provavelmente o desinformado vai achar que é um ato de simples rebeldia, mas é uma necessidade do próprio autista. Diversas dificuldades se revelam ao decorrer do tempo, apresentar trabalhos, faz com que o autista se sinta muito mal e cause em si uma desorganização pessoal. O respeito, enfim, deve ser algo na qual devemos naturalizar, é bom compreender que eles precisam, as vezes, de algumas necessidades, mas temos que ter a convicção de que o respeito deve estar acima de tudo e temos que achar um modo que encerre com todo esse preconceito que não deve ter voz e muito menos vez na nossa sociedade, hoje, sexta-feira, 31 de março de 2017, seja no Brasil ou em qualquer país que já tenha aderido a contemporaneidade, o preconceito não é uma opção e não devemos achar engraçado e apoiar no momento em que outras pessoas sofrem por isso, seja a geração que for, seja a piada que for, tem coisas que não exigem brincadeira, mas sim, um pouco mais de informação e conhecimento.