Por que não abordar a série de maior audiência no mundo? Conheça um pouco do universo que envolve Game of Thrones!

20 abr 2018
Comunicação CI
725
0

Durante alguns dias, teremos aqui no website e facebook da ETEPAM diversas publicações relacionadas a muitas séries que são reconhecidas por todo o mundo, e alvo de grande idolatria aqui no Brasil! Solicitamos que vocês fiquem ligados a todos os acontecimentos que estão acontecendo na nossa página oficial e website, e que acompanhem todo o desenvolvimento desses dias, marquem seus amigos, comentem sugestões e participem a todo o momento em colaboração conosco!

 

Enfim, sem tantas delongas, por que não começar falando sobre a série com a maior audiência de todo o mundo? Se bem que uma série precisa possuir muitas coisas para ser considera muito boa, um roteiro impressionante é um desses que não seja totalmente previsível o final ou os próximos passos, além disso, é óbvio que precisamos de um bom cenário, estúdio cinematográficos lindíssimos, muita natureza, grandes estruturas e assim vai! E também vale ressaltar o figurino, não é? É de suma importância que os atores estejam bem vestidos, e claro, seguindo todo o script do roteiro! Isso inspira tantas pessoas da sociedade a se vestir igualzinho, encontramos muitas pessoas naquelas famosas feiras que contam com muitos cosplays! É cada um melhor do que o outro, mas não perdendo o foco, o motivo de uma série se tornar boa é um bom elenco, a interpretação dos atores também é um fator primordial para a ascensão das séries de tv! E, principalmente, a capacidade de prender o público e conquistar fãs por todo o mundo é um dos fatores que transformam cada série em produções gigantescas e que são acompanhadas por pessoas de todas as idades! Dá para perceber muitos dos motivos que fazem com que cada série se torne importante, não é? Agora, é inegável que Game of Thrones não represente todas essas ideias de uma produção memorável, com um roteiro totalmente imprevisível, cenários naturais e grandiosas estruturas, figurinos únicos e elegantíssimos! Ah, e nem se fala nos fãs, não é? Possuir o primeiro lugar de audiência em todo o mundo rendeu a série da HBO uma posição importantíssima e desejada por todas as grandes produções, mas o fato diferencial é que Game of Thrones trouxe uma realidade única tendo em vista todo o grandioso roteiro que ultrapassa os limites de tempo onde a série é iniciada! Que tal falarmos um pouquinho sobre GOT? Só não pode ler enquanto escuta The Rains of Castamere, heim?!

Bom, a série se inicia revelando logo uma de suas principais forças e protagonistas por todas as temporadas: a Muralha! O Jogo dos Tronos acaba sendo um alvo por todas as grandes casas, mas os habitantes da Muralha, chamados de Patrulha da Noite, acabam por não interferir em toda essa realidade de jogo político e militar do país. Aí vocês me perguntam ou se perguntam, e qual a função dos patrulheiros da noite? Bom, a muito tempo atrás, o Reino de Westeros, lugar de maior destaque da série, houve um momento que ficou conhecido como A Grande Noite, esse período é muito obscuro para todos, e algumas, até então lendas, afirmavam a existências de diversas figuras que pareciam ser mitológicas e totalmente bizarras, entre eles os famosos Vagantes ou Caminhantes Brancos, e por muito tempo a maioria das histórias foram esquecidas e com o decorrer da história se transformaram em lenda. O que a série tenta é trazer justamente no primeiro episódio que essas criaturas e seres já não estão mais tanto escondidos e esquecidos assim, mas que estão por lá, rondando e a qualquer momento poderiam voltar e repetir uma experiência ainda mais terrível. Além da imensa ameaça do extremo norte, a série retrata muitas outras que acabam sendo facilmente visualizadas na busca incessante sobre poder político, militar e aquisitivo. Podemos perceber que o sistema do país fantasioso acaba sendo como funcionavam no Feudalismo, a maioria das regiões é formada por diversos castelos, reinos, pequenos vilarejos e todos eles fazem parte de um espaço ainda maior que é pertencente a um suserano. A primeira experiência que vimos também na série foi a Casa Stark, uma das mais relevantes de toda a história até então, e de todo o prosseguimento da série. Os mesmos poderiam ser representados por Lobos e com o famoso lema de que o inverno está chegando. Eddard Stark é o Protetor do Norte, possuindo uma das maiores posições de todo reino, e vale salientar que assim como ele ainda existem mais três protetores do leste, oeste e sul! Sendo assim, o Stark possui o poder de Winterfell, um dos mais antigos castelos e uma grande estrutura de todo o Norte, e sua influencia transpassa todas as fronteiras de seu castelo, já que ele possui diversos vassalos a sua disposição.

Hey, mas não se acanhem ou nem se irritem, eu posso ser super Stark e nortista, mas eu preciso ressaltar as outras grandes casas, ok? Então não vão logo fechando a página tão rápido, heim?! A próxima grande casa a qual temos contato é a Lannister, posso afirmar que é a mais fofa, irônicamente falando. Eles são representados por um leão e possuem um lema bastante conhecido, que é o famoso “Ouça-me rugir”! Além disso, é a família da Rainha, a temida Cersei Lannister, e do Protetor do Leste, Tywin Lannister, um dos maiores influenciadores do reino e também um dos personagens mais calculistas que a série poderia possuir. Além de falar da grande possuidora do Rochedo Casterly, devemos falar por obrigatoriedade sobre a casa do rei, não é? Pode até ser uma das mais pombos, mas a Casa Baratheon tem lá o seu valor. Alguns boatos dizem que são fruto de uma linhagem Targaryen, uau! Mas não trabalhamos com fofoca, viu?! Eles são comandantes da temida Ponta Tempestade, que fica no Sul! Eles acabaram barganhando e possuindo uma grande influência pela região. E podem acreditar, eles também tomam conta de Pedra do Dragão que fica no Oeste, eles são representados por um veado coroado e possuem o famoso lema, “Nossa é a fúria”! Precisa comentar que o principal Baratheon é o próprio rei, Robert?! Acho que não, mas além dele existem seus dois irmãos, Stannis e Renly, ambos personagens importantíssimos para a série, guardem na mente porque logo voltaremos a tocar nesses nomes! E para dar continuidade, os Baratheon estão responsáveis por Pedra do Dragão, mas há quem diga que eles são usurpadores! Ih, eu não me arriscaria a dizer isso perto de Robert, viu? Mas até que essa afirmação tem um teor de verdade. O trono que era pertencente a Casa Targaryen, essa sim vocês devem conhecer, afinal, quem nunca ouviu falar dos dragões de Game of Thrones?! Os Targaryen possuem um dragão como figura principal, e o seu lema mais relembrado é “Fogo e Sangue”. A figura mais popular viva é o próprio Viserys Targaryen, que é o herdeiro de sangue ao trono, acho que é especial que relembremos que além desse embuste maravilhoso personagem possuímos Daenerys Targaryen, e meus queridos amigos, podem gravar e tatuar muito esse nome nos seus bons cérebros. Além dessas grandes casas, ainda existem as casas Tully, Tyrell, Arryn e tantas e tantas outras!

Sinceramente, eu não posso me alongar muito se não ninguém vai ler, não é? Então deixemos eu prosseguir e não me alongar, mas como falar de GOT sem formar uma coisa gigante? Os próprios episódios são com exageradas uma hora, ops, exageradas não, eu não me importaria se fossem duas! E sabiam que ainda na oitava temporada eles podem chegar a ter uma hora e meia? Ainda acho pouco, mas desculpem, sério! Focar e não alongar tanto, ok. Game of Thrones acaba sendo uma das principais séries de todo o mundo, e podem ter certeza que será uma das mais memoráveis de toda a história. Infelizmente ela terá um encerramento nesta oitava temporada, mas depois de tantas mortes, emoções, superações bem que ela poderia possuir um desfecho que ressalte ainda mais o tanto que essa série é importante, não é? Bom, além de ser uma série de TV, as crônicas de gelo e fogo são uma série de livros que abordam todo o contexto das séries, que são baseadas nesses livros! Além disso, e retomando o assunto, nós tivemos tantas coisas que transformaram Game of Thrones em uma série totalmente imprevisível, desde o choro continuo, sem parar, e unido por todos os fãs no Casamento Vermelho, até a vibração absoluta de todos no Casamento Roxo, não é? E depois o Septo de Baylor, heim? São tantas cenas inesquecíveis, e ainda tem muitos amiguinhos que dizem que Game of Thrones é uma série chata, talvez a gente deva mostrar para ele a morte de um importante protagonista logo na primeira temporada, um dos diferenciais de GOT, ou talvez mostrar esse mesmo personagem sendo relembrado por sua família na mais última temporada, em que as duas relembram uma memória enquanto que dizem que as neves podem cair, os ventos brancos soprar e que o lobo solitário pode morrer, mas cheias de vigor afirmam que a alcateia, o bando, sobrevive. São por tantas cenas que Game of Thrones me apaixona, e deveria apaixonar qualquer um! Meus amigos, é um ensinamento gigantesco, desde as grandes articulações de Cersei, heim? Quem pode dizer que ela é uma vilã horrível? Para essas pessoas a gente só questiona se o vilão da série preferida dele também vê um lugar queimar e explodir com todos os seus inimigos dentro enquanto que bebe uma taça de vinho e logo depois senta no trono, ops, não era para dar spoiler, me desculpem, haha! Mas enfim, em todos os aspectos Game of Thrones supera todas as barreiras que uma série comum possuiria, no cenário, possuindo gigantescas estruturas, no figurino com vestidos e armadura medievais, muito elegantes, afinal, quem tem tanta classe quanto a Rainha dos Espinhos, ou posso falar a verdadeira e aclamada rainha Olenna? Me perdoem, mas o “avise a ela que fui eu”, foi usado da melhor forma possível, quando pensaram que ela estava na pior, heim?! E dando continuidade, eu nem preciso falar dos atores, né? Foram tantos prêmios que minha nossa! E lembrem de não assistir GOT com crianças em casa, pode possuir alguma cena de nudez indesejáveis, haha! Mas sério que vocês ainda não tiveram nenhum interesse de assistir Game of Thrones? A uma hora de duração de cada episódio é o de menos, quando se termina você deseja que fossem duas, eu posso confirmar! E se vocês já tentaram assistir e não entenderam o contexto, eu espero ter facilitado e resumido um pouco, viu! Inclusive porque eu fui uma dessas pessoas que desistiu por não entender, mas vale um pouco do nosso esforço para entender, o quanto mais complexo é melhor, assim nós vemos a grandiosidade do roteiro por trás de toda essa história! Então, eu já estou com saudade de tudo isso, mas espero ter ajudado um pouquinho na formação de novos Starks, Lannisters, Baratheons, Targaryens ou entre outros! Não desistam, deem uma chance, acompanhem e aprendam um pouquinho com cada história de Game of Thrones, com certeza são muitíssimos ensinamentos em relação a sociedade, e descobrimos que nem são assim tão distantes da nossa realidade, viu! É hora de dizer tchau por hoje, continuem acompanhando as nossas publicações, daqui a pouco vai ter mais séries do seu gosto! Não percam a oportunidade, comentem, deem ideias e sugestões, curtam bastante esse momento conosco, pode ser talvez o último, ok? Até a próxima!