Quem somos e para onde vamos? Venha conhecer sobre o niilismo e o vazio existencial abordado na série animada Ricky and Morty.

17 abr 2018
Comunicação CI
1293
0

A famosa série de tv americana “Ricky and Morty” vem fazendo um enorme sucesso entre os adultos e, principalmente, os jovens. A série foi criada em 2013 por Justin Roiland e Dan Harmon, os criadores dizem que não imaginavam o sucesso imediato da série, pois já existiam muitas outras que já vinham mantendo sua hegemonia, a exemplo os Simpsons. Mas o que mais chamou a atenção em Ricky and Morty foi alguns conceitos filosóficos implícitos na série como: o vazio existencial e o niilismo abordado por Nietzsche, e é isso que iremos abordar nessa matéria, a pequenez da humanidade em relação ao universo.

O niilismo é uma doutrina filosófica criada por Nietzsche cuja principal característica é uma visão cética e radical em relação a realidade. Ele comenta sobre a pequenez dos seres humanos, sobre o orgulho da humanidade e superioridade de muitas pessoas. O niilismo acredita que a vida não tem sentido e que somos mera poeira no universo, somos seres finitos e com uma vida passageira, esse é o motivo pelo qual os niilistas não se importam com os outros e com os acontecimentos da sua vida, pois, afinal sua vida se acabará de toda forma. Essa é uma visão egoísta em certas partes, pois não podemos desvalorizar a vida e deixar de se importar com o próximo. Vivemos em uma sociedade mutualista, quanto mais a sociedade cresce mais precisamos uns dos outros. Um exemplo disso é a sociedade atual, vamos à padaria e compramos o pão, não temos o trabalho de plantar o trigo, colher, produzir a farinha, o pão, etc. Ou seja, precisamos de muitas pessoas para uma atividade simples como essa.

Já o vazio existencial é motivado pelo nosso intenso desejo de nunca estarmos satisfeitos com nossa vida. Sempre estamos buscando a felicidade, o bem-estar social, um bom emprego, dinheiro, etc. E apesar de adquirirmos certos desejos, nunca estamos satisfeitos, sempre queremos mais. Isso tudo ocasiona o vazio existencial, uma forte depressão que leva a pessoa a pensar que nada mais faz sentido e a vida não vale a pena. Esse inclusive é um dos maiores problemas da sociedade moderna, a constante busca do prazer individual, que nunca será satisfeita.

A série aborda bastante esses dois conceitos, o personagem “Ricky” é um cientista muito inteligente e consegue praticamente tudo que quer. Apesar disso, ele sente-se sozinho do universo, e acaba se consolando nas bebidas alcoólicas. O personagem demonstra diversas vezes não possuir sentimentos nem empatia pelas pessoas, porém no íntimo ele realmente sente. Isso retrata de forma gritante a personalidade de muitas pessoas em nossa sociedade. Muitas pessoas parecem não se importar com as outras, nem procuram sentir empatia pelas mesmas e ajuda-las. É o egoísmo pessoal entrelaçado em nossa sociedade.

Em suma, podemos aprender sobre alguns conceitos filosóficos e como eles aparecem em nosso dia a dia sem menos notarmos. Devemos também dar uma atenção especial aos problemas citados aqui, não podemos tomar uma atitude individualista e só nos importarmos com nós mesmos. Como mencionado acima, quanto mais a sociedade cresce mais dependente os cidadãos se tornam. Ou seja, ajude o seu próximo, faça o seu papel de bom cidadão e juntos poderemos construir uma sociedade mais justa e livre da depressão.